Blog

Fique por dentro das novidades do Dicatec.

BYD acelera e planeja trazer 100.000 carros eletrificados ao Brasil até julho

Volume de importação sem precedentes de elétricos e híbridos plug-in visa garantir abastecimento até o final do ano

A BYD tem pressa. Enquanto amplia sua participação de mercado no Brasil, a fabricante chinesa está estruturando uma verdadeira operação de guerra para importar o maior número possível de carros elétricos e híbridos plug-in em tempo recorde.

Segundo as explicações dadas durante o evento que marcou o desembarque do primeiro navio próprio da BYD no Brasil, em operação realizada no Porto de Suape (PE), a fabricante chinesa falou em trazer ao país nada menos que um total de 100.000 veículos elétricos e híbridos plug-in até o final de julho. A data coincide com o novo reajuste do imposto de importação para veículos eletrificados.

Para colocar esse número em perspectiva, estamos falando praticamente do mesmo volume total de emplacamentos da Renault no ano passado. Até o final de maio, por exemplo, a BYD emplacou cerca de 30 mil modelos eletrificados do país, o que nos dá uma ideia do tamanho do desafio imposto.

No entanto, a fabricante chinesa tem cartas na manga. A primeira delas é o BYD Song Pro, um SUV que chega em junho para enfrentar as versões mais caras dos SUVs compactos a combustão. Em seguida, será a vez do BYD King, sedã médio bem equipado e que possui o mesmo trem de força. Ambos são híbridos plug-in e têm autonomia combinada acima de 1.000 km. Mais adiante, por volta de setembro, será a vez da BYD Shark, a primeira picape da marca e que foi projetada de olho nos mercados internacionais.

Peça-chave nessa missão, o navio Explorer No. 1, entregue em janeiro no porto de Yantai, na província de Shandong, China, tem capacidade para transportar até 7.000 veículos. Com 199,9 metros de comprimento, a embarcação incorpora a mais avançada tecnologia de navegação e trouxe, em sua segunda viagem, 5.459 veículos para o mercado brasileiro – ao todo serão 8 navios encarregados de distribuir os veículos da marca chinesa pelos mercados internacionais.

É um plano ousado, de fato, mas se tudo correr bem a BYD terá mais fôlego no mercado e poderá emplacar seus veículos no país até o final do ano. Até lá, a fábrica de Camaçari (BA) estará começando a produzir os primeiros veículos eletrificados nacionais.

100 concessionárias

Para acomodar essa forte expansão no volume de vendas a BYD está ampliando a rede de concessionárias no país. Nesta semana, a marca inaugurou a loja de número 100 no mercado brasileiro, que fica localizada em Florianópolis (SC) – o objetivo da BYD no Brasil é chegar a 250 concessionárias – entre novas nomeações e em operação – até o final do ano.

Mais do blog Dicatec

Veja outras notícias e novidades do blog

plugins premium WordPress